A sinfonia da vida

A sinfonia da vida

Ser gerado no ventre da mãe
nascer
nutrir-se no seio familiar

Crescer
cultivar valores
ter ideais

Estudar
aprender a conviver
e a respeitar

Fazer uma opção profissional
firmar-se no caminho da vida
ser honesto

Experimentar da seiva do amor
construir um lar
gerar filhos

Curvar-se diante da
grandiosidade da criação
e viver em sintonia com ela

Ser humilde
ser grato
ser solidário

Aprender a dosar as forças na velhice
meditar sobre a transitoriedade da vida
amadurecer com sabedoria

Ficar atento aos movimentos da alma
apostar em valores perenes
honrar a Deus acima de todas as coisas

E invocar o Seu nome
para que nos conceda a graça
de poder morrer e de repousar em paz.

L. C. Hoch
Praia da Pinheira, 22/12/2016

A verdade

A Verdade

A verdade tem muitas faces
e circunstâncias
nunca foi e jamais será
um bloco monolítico de sentenças
que, perene e imutável,
através dos séculos reluz.

Existe a minha verdade,
a tua e a que nos é comum;
temos a verdade passada
a presente e a futura.
E, enquanto a vida dura,
da verdade estou a procura.

Uma é a verdade da mente
outra a do coração.
Existe a verdade da pele,
a das vísceras e a da tradição.
A verdade pode ter a tez amarela,
ora negra, outras vezes branca.

Sua consistência
por um certo tempo perdura
e a seus seguidores seduz,
mas, à revelia
da experiência que a subjaz,
uma nova verdade se faz.

Há a verdade que escraviza
e a que gera libertação.
Assim convém valorizar
a verdade do homem, a da mulher,
a da criança e a do ancião.
Todas elas vão se depurando
No sofrimento e na paixão.

Temos a verdade pronta,
a que oprime e afronta;
aquela que se busca
e não se encontra
em meio à escuridão;
e aquela que, de súbito, desponta
na lógica do coração.

Existe a verdade do opressor
a do oprimido
a da vítima
e a do seu algoz
que, sepultadas pela história,
clamam por justiça final.

Não há um caminho único
da sua busca ansiosa:
uns a encontram nos astros
outros na oração,
existe a verdade que resulta da pesquisa
e a que é fruto da intuição.

A verdade a tudo
e a todos transcende.
Ora nos questiona,
ora nos inspira,
e outras vezes nos liberta.
Quantos por ela morrem
e quantos, para a encobrir,
torturam e matam!

A verdade é busca perene
que instiga a imaginação;
inspira poesia, teologia, filosofia,
as ciências naturais e as exatas
que, todas elas,
a vislumbram apenas em parte.

… Eis que a verdade,
talvez para nos
preservar da soberba
ou pela incapacidade
de suportá-la
prefere permanecer envolta
nas brumas do Mistério.

Lothar Carlos Hoch
São Leopoldo, 04/10/2011

A condição humana

35

A condição humana

A maldade da humanidade
resulta da impossibilidade
de lidarmos com a vaidade.

Por não suportarmos a igualdade
e a vivência em fraternidade
apostamos na superioridade.

Esta, usemos de sinceridade,
é fruto da incapacidade
de suportarmos a verdade…
sobre nossa humana condição!

Lothar Carlos Hoch
Praia da Pinheira, 19/12/2014